Noticias

Uma vez que o tribunal conclui que o acusado tem direito à fiança, não pode ser por um período limitado: Supremo Tribunal PEJAKOMUNA



Serviço de notícias da Tribuna

Satya Prakash

Nova Delhi, 2 de dezembro

Quando um tribunal chega à conclusão de que uma pessoa tem direito à fiança, não pode conceder-lhe fiança apenas por um período limitado de tempo, decidiu o Supremo Tribunal.

Quando um tribunal conclui que o arguido tem direito a ser ampliado sob fiança enquanto se aguarda o julgamento, conceder fiança apenas por um período limitado é ilegal.

Tais ordens violam o direito à liberdade previsto no Artigo 21 da Constituição da Índia. Além disso, coloca um fardo adicional sobre o litigante, uma vez que ele é forçado a apresentar um novo pedido de fiança para uma prorrogação da fiança concedida anteriormente”, disse uma bancada liderada pelo juiz AS Oka.

Ao lidar com uma petição apresentada por um homem acusado de certos crimes ao abrigo da Lei de Drogas Narcóticas e Substâncias Psicotrópicas de 1985, o Juiz ficou surpreso ao notar que o Tribunal Superior de Orissa optou por conceder uma fiança provisória de 45 dias ao acusado, apesar de concluir que uma fiança prolongada o encarceramento sem perspectiva de término do julgamento defendeu a concessão de fiança.

“…esta é a quinta ou sexta ordem que recebemos do mesmo Tribunal Superior (Orissa) onde, depois de registrar a conclusão de que um acusado tinha direito a ser aumentado sob fiança, o Tribunal Superior optou por conceder fiança provisória ou fiança por um curto período”, disse.

Modificando a decisão impugnada do tribunal superior datada de 11 de agosto de 2023, a Juíza deu provimento ao recurso interposto pelo arguido recorrente Manoranjan Rout.

“Orientamos que o recorrente seja prorrogado sob fiança até a decisão final do caso nos mesmos termos e condições mencionados no despacho impugnado”, afirmou em seu despacho de 29 de novembro.

Depois de conceder fiança provisória ao acusado, o tribunal superior finalmente descartou seu pedido de fiança. “Se uma ordem concedendo fiança provisória fosse aprovada, o pedido de fiança deveria ter sido mantido pendente”, disse o tribunal superior.

#Suprema Corte

Guerra

Hello, I'm Guerra, the voice behind this blog. I am a passionate Writer, dedicated to sharing my knowledge and experiences with you. I've been Writing Megazine Blog for 5 years, and I'm passionate about bringing you informative and engaging content on macdonnellofleinster. My mission is to Create Information. I believe that it can. Feel free to contact me via [email protected] with any questions or collaborations. Thank you for visiting my blog, and I hope the content is enjoyable and informative! Follow me on Social Media for more updates and insights on News Articles. Warm regards, Guerra

Related Articles

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Back to top button