Noticias

Senador francês Joël Guerriau detido sob suspeita de drogar deputado PEJAKOMUNA


Fonte da imagem, Senado francês

Legenda da imagem,

Joël Guerriau foi eleito para o Senado em 2011

Um senador francês foi preso sob suspeita de fornecer drogas a um parlamentar com o objetivo de agredi-la sexualmente, dizem os relatórios.

Joël Guerriau foi detido em sua casa em Paris depois que o parlamentar anônimo supostamente bebeu com ele na noite de terça-feira e depois se queixou de se sentir mal.

Ela foi levada ao hospital, onde amostras revelaram vestígios da droga ecstasy em seu sistema.

Como resultado dos exames, a mulher apresentou queixa-crime.

Guerriau é um dos 18 independentes na Câmara Alta francesa e membro do partido centrista Horizontes.

Os procuradores não identificaram a mulher como deputada, mas várias fontes disseram à imprensa francesa que a queixosa era um membro eleito da Câmara dos Deputados.

O senador não foi acusado e o seu advogado, Rémi-Pierre Drai, fez uma declaração sublinhando que “estamos a quilômetros de distância da interpretação obscena que se pode inferir da leitura dos primeiros relatos na imprensa”.

O advogado disse estar furioso com o vazamento de partes do inquérito, acrescentando que ou os promotores eram os culpados pelas alegações que surgiram na mídia francesa ou não tinham nada a ver com isso e deveriam investigar quem foi o responsável.

“Estou surpreso que o [complainant’s] O nome não vazou, ao contrário do meu cliente”, disse ele.

Guerriau, 66 anos, é um ex-banqueiro eleito para o Senado em 2011 e vice-presidente da comissão de assuntos estrangeiros e militares. Ele se tornou prefeito local aos 30 anos na área de Loire-Atlantique, no oeste da França.

Segundo a Procuradoria de Paris, ele foi detido sob suspeita de “administrar a uma pessoa, sem o seu conhecimento, uma substância susceptível de diminuir o seu julgamento ou autocontrolo, para cometer uma violação ou agressão sexual”.

De acordo com as leis que se aplicam a alguém descrito como pego em flagrante, os promotores disseram que o senador não era elegível para imunidade parlamentar.

O promotor disse que qualquer pessoa considerada culpada de tal crime enfrentará até cinco anos de prisão e uma multa de € 75.000 (£ 65.000).

Christophe Béchu, que é colega de partido e ministro da transição ecológica, disse que os responsáveis ​​da Horizons se reuniriam no sábado para discutir a sua posição. “Ele claramente não poderá permanecer no partido se houver a menor dúvida sobre a veracidade de tudo isso”, disse ele a uma rádio francesa.

Guerra

Hello, I'm Guerra, the voice behind this blog. I am a passionate Writer, dedicated to sharing my knowledge and experiences with you. I've been Writing Megazine Blog for 5 years, and I'm passionate about bringing you informative and engaging content on macdonnellofleinster. My mission is to Create Information. I believe that it can. Feel free to contact me via [email protected] with any questions or collaborations. Thank you for visiting my blog, and I hope the content is enjoyable and informative! Follow me on Social Media for more updates and insights on News Articles. Warm regards, Guerra

Related Articles

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Back to top button