Noticias

Relatório diz que jogador de hóquei de Quebec foi forçado a imitar George Floyd PEJAKOMUNA


Hóquei

Ministro provincial dos esportes ‘profundamente chocado’ com incidente envolvendo equipe triplo A sub-15

Postado: 5 horas atrás
Última atualização: 5 horas atrás

A Ministra dos Esportes de Quebec, Isabelle Charest, vista acima em 2020, disse que ficou “profundamente chocada” com uma reportagem de que um jovem jogador negro de hóquei na província foi obrigado a dizer: “Não consigo respirar”, enquanto um companheiro de equipe se ajoelhava em seu pescoço . (Jacques Boissinot/Imprensa Canadense)

A ministra dos Esportes de Quebec, Isabelle Charest, disse que ficou “profundamente chocada” com a notícia de que um jovem jogador negro de hóquei na província foi obrigado a dizer: “Não consigo respirar”, enquanto um companheiro de equipe se ajoelhava em seu pescoço.

O incidente racista baseou-se nas palavras proferidas por George Floyd, um homem negro que morreu enquanto um polícia branco em Minneapolis lhe pressionou o pescoço com o joelho em maio de 2020, provocando protestos em todo o mundo.

De acordo com reportagem de Gatineau, Que., do jornal Le Droit, um companheiro de equipe colocou o joelho na nuca do adolescente negro por cerca de 15 segundos, só o soltando depois que ele pronunciou as palavras.

O jornal obteve uma reportagem encomendada pelo Hockey Quebec que delineou o incidente – apenas um dos vários durante a temporada 2021-22 envolvendo o time sub-15 triplo A no qual a criança negra jogou.

O relatório independente datado de Dezembro passado encontrou pelo menos 14 “gestos e comentários racistas” envolvendo seis jogadores da equipa de Gatineau, tendo como alvo dois jovens racializados. A CBC Sports não confirmou o relatório de forma independente.

O jornal afirma que as vítimas acabaram por abandonar a equipa após os acontecimentos e os jogadores que fizeram os gestos foram suspensos.

Um relatório separado criticou a forma como o assunto foi tratado pelos dirigentes da equipe.

Na sexta-feira, o Hockey Quebec, que já havia anunciado uma investigação sobre as alegações de racismo, disse que o relatório é confidencial e se recusou a fornecer uma cópia ou comentar mais sobre o assunto.

Charest chamou o comportamento dos jogadores de “completamente inaceitável” em um comentário na sexta-feira na plataforma X, anteriormente conhecida como Twitter.

“Profundamente chocada com o que li”, disse ela. “Tais ações não devem ser toleradas em vestiários de hóquei ou em qualquer outro lugar. Trabalhamos duro para proporcionar aos nossos atletas um ambiente saudável e seguro”.

Oliveira

Hello, I'm Oliveira, the voice behind this blog. I am a passionate Writer, dedicated to sharing my knowledge and experiences with you. I've been Writing Megazine Blog for 5 years, and I'm passionate about bringing you informative and engaging content on macdonnellofleinster. My mission is to Create Information. I believe that it can. Feel free to contact me via [email protected] with any questions or collaborations. Thank you for visiting my blog, and I hope the content is enjoyable and informative! Follow me on Social Media for more updates and insights on News Articles. Warm regards, Oliveira

Related Articles

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Back to top button