Noticias

“Quando Inzamam-ul-Haq mergulharia…”: Shahid Afridi rasga o capitão Babar Azam com um exemplo único PEJAKOMUNA


Shahid Afridi criticou a capitania de Babar Azam© Twitter-Instagram

O capitão do Paquistão, Babar Azam, encontra-se numa situação nunca vista antes, enfrentando críticas de praticamente todos os fãs, ex-jogadores de críquete ou especialistas do Paquistão. Desde a derrota inesperada do Paquistão contra o Afeganistão, toda a fraternidade do críquete no país voltou-se contra Babar, criticando as suas capacidades de liderança. Shahid Afridi, um dos grandes do jogo, atacou Babar por seu estilo de capitania que não conseguiu tirar o melhor proveito do time. Afridi pediu a Babar que dê o exemplo se quiser mudar a situação nos próximos jogos da Copa do Mundo.

Compartilhando exemplos de sua época como jogador de críquete ativo, Afridi disse: “Quando você não está no jogo [not focused]então essas coisas [fielding issues] acontecerá. Quando você está tentando se esconder em algum lugar, quando não está pensando positivamente, acho que às vezes estamos esperando por milagres, os milagres não acontecem simplesmente. Acontecem com homens corajosos que sabem lutar”, disse Afridi enquanto falava à Samaa TV.

“Olha, capitão é tudo. Se um capitão dá o seu melhor, mergulha no campo, apoia os outros jogadores entre os saldos, todo o time vai levar [more] ativo, porque quando veem que o capitão está dando tudo de si e nós não, ficam com vergonha do meu capitão estar fazendo tanto, por que não posso ser o mesmo?”

“Já aconteceu no passado, quando eu era capitão ou Mohammad Yousuf era, quando corríamos no chão e apoiava os jogadores, aí todo o time atacava. eu, nós, jogadores, tínhamos vergonha de não mergulhar quando o capitão está. No final das contas, tudo volta para o capitão.

Afridi citou exemplos de outras seleções, como a Austrália, que se recusaram a pegar leve com os adversários, independentemente da situação. Ele pediu a Babar que sempre pensasse em aplicar pressão, independentemente do resultado provável da partida.

“É função do capitão aplicar pressão, um marcapasso está jogando boliche e não há escorregão? São necessárias quatro em 12 bolas e você marcou o ponto para trás? Aplicar pressão. O que os australianos fazem? Eles pegam um a dois postigos e em seguida, colocaram todos os seus jogadores no círculo para pressionar, como fizeram contra o Paquistão.

“Capitanear a sua seleção é uma questão de honra, mas não é um mar de rosas. Quando você faz o bem, todos te elogiam e quando você não o faz, todos culpam você, assim como o técnico”, acrescentou Afridi.

Tópicos mencionados neste artigo

Braga

Hello, I'm Braga, the voice behind this blog. I am a passionate Writer, dedicated to sharing my knowledge and experiences with you. I've been Writing Megazine Blog for 5 years, and I'm passionate about bringing you informative and engaging content on macdonnellofleinster. My mission is to Create Information. I believe that it can. Feel free to contact me via [email protected] with any questions or collaborations. Thank you for visiting my blog, and I hope the content is enjoyable and informative! Follow me on Social Media for more updates and insights on News Articles. Warm regards, Braga

Related Articles

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Back to top button