Noticias

Presidente lituano chama Orbán de ‘namorador’ russo após aperto de mão de Putin – POLITICO PEJAKOMUNA


BRUXELAS – O presidente da Lituânia, Gitanas Nausėda, criticou Viktor Orbán por ter se encontrado com o russo Vladimir Putin, criticando o primeiro-ministro húngaro por flertar com Moscou pouco antes de os dois homens se sentarem à mesma mesa de cúpula.

“É realmente estranho ver que começamos a flertar com um regime que está cometendo… atrocidades muito cruéis no território da Ucrânia”, disse Nausėda ao chegar para uma cimeira de líderes da UE na quinta-feira. “Isso envia uma mensagem muito errada para… a sociedade internacional e também para a Ucrânia, que luta pela sua liberdade.”

Orbán foi criticado por alguns na UE depois de apertar a mão de Putin numa cimeira na China na semana passada e de reforçar os seus laços estreitos com a Rússia durante a invasão da Ucrânia.

Embora Budapeste tenha assinado as 11 rondas de sanções da UE contra Moscovo, Orbán manteve continuamente conversações e apelou ao bloco para parar imediatamente de fornecer armas a Kiev, ao mesmo tempo que cultivava uma relação pessoal calorosa com Putin. A Lituânia tem sido um dos mais ferrenhos apoiantes da Ucrânia.

“Mantemos abertas todas as linhas de comunicação com os russos, caso contrário não haveria hipótese de paz”, disse Orbán ao entrar na cimeira em Bruxelas. “Esta é uma estratégia – por isso estamos orgulhosos dela.”

Balázs Orbán, diretor político do primeiro-ministro, disse o líder húngaro de longa data proporia na quinta-feira que os líderes da UE “realizassem um debate estratégico” sobre uma “nova estratégia” para a Ucrânia na sua próxima reunião em dezembro, dizendo que a sua abordagem atual de apoiar Kiev “não funciona”.

Os comentários de Nausėda surgiram depois de a Lituânia e a Hungria terem trocado farpas sobre o aperto de mão no início desta semana.

Numa reunião de ministros dos Negócios Estrangeiros da UE na segunda-feira, Gabrielius Landsbergis, da Lituânia, censurou o seu homólogo húngaro, Péter Szijjártó, de acordo com dois diplomatas a quem foi concedido anonimato para falar abertamente, perguntando-lhe se as exigências de Budapeste à UE vêm do seu próprio governo “ou de O Kremlin.”

Szijjártó respondeu, disseram os diplomatas, argumentando que a Hungria não recebe ordens de ninguém.

Em declarações aos jornalistas na quinta-feira, Nausėda reconheceu que Orbán “tem o direito de não se arrepender” ou de pedir desculpa pelas suas ações.

“Mas acho que é lamentável”, disse ele.

Guerra

Hello, I'm Guerra, the voice behind this blog. I am a passionate Writer, dedicated to sharing my knowledge and experiences with you. I've been Writing Megazine Blog for 5 years, and I'm passionate about bringing you informative and engaging content on macdonnellofleinster. My mission is to Create Information. I believe that it can. Feel free to contact me via [email protected] with any questions or collaborations. Thank you for visiting my blog, and I hope the content is enjoyable and informative! Follow me on Social Media for more updates and insights on News Articles. Warm regards, Guerra

Related Articles

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Back to top button