Noticias

Omegle vai à falência após 14 anos de bate-papos anônimos PEJAKOMUNA


A grande imagem: Omegle foi ideia de Leif K-Brooks, então com 18 anos, e foi cobrado de muitas coisas ao longo dos anos. Era uma forma única de conhecer novas pessoas, uma forma de ter conversas que poderiam ser muito arriscadas ou estranhas para serem conduzidas cara a cara, uma forma de receber conselhos de terceiros imparciais e um aplicativo para simplesmente ajudar a passar o tempo.

A Internet é um lugar um pouco diferente hoje em dia e é muito cedo para saber se é para melhor ou para pior.

Omegle foi lançado em março de 2009 como um serviço de chat gratuito com um toque especial. Em vez de um local de encontro para amigos, o serviço conectou aleatoriamente estranhos – “Você” e “Estranho” – para conversas individuais sobre tudo e qualquer coisa. Se por algum motivo você não quiser mais falar com “Estranho”, simplesmente encerre o bate-papo e tente novamente com outro Randy ou siga em frente com seu dia.

Praticamente qualquer ferramenta pode ser usada para o bem ou para o mal, e o Omegle certamente teve sua parcela neste último. Nas próprias palavras de K-Brooks, parece que o mundo inteiro se tornou mais teimoso nos últimos anos, e um subconjunto de pessoas usou o serviço para cometer crimes hediondos e indescritíveis.

Os moderadores do Omegle enfrentaram o uso indevido e até trabalharam com as autoridades policiais e com o Centro Nacional para Crianças Desaparecidas e Exploradas para colocar alguns vilões atrás das grades. A equipe também empregou inteligência artificial de ponta para ajudar a eliminar as maçãs podres. Mas, de acordo com K-Brooks, a luta contra o crime nunca é algo que possa realmente ser. Simplificando, o estresse e as despesas da batalha sem fim cobraram seu preço.

“Operar o Omegle não é mais sustentável, financeiramente nem psicologicamente”, disse K-Brooks. “Francamente, não quero ter um ataque cardíaco aos 30 anos.”

E assim, Omegle não existe mais.

As lutas do Omegle não são únicas, já que praticamente todas as formas de comunicação – online e outras – foram e continuarão a ser exploradas para fins nefastos. Os provedores de serviços maiores têm mais recursos para combater o uso indevido, mas também têm exponencialmente mais usuários para gerenciar.

Guerra

Hello, I'm Guerra, the voice behind this blog. I am a passionate Writer, dedicated to sharing my knowledge and experiences with you. I've been Writing Megazine Blog for 5 years, and I'm passionate about bringing you informative and engaging content on macdonnellofleinster. My mission is to Create Information. I believe that it can. Feel free to contact me via [email protected] with any questions or collaborations. Thank you for visiting my blog, and I hope the content is enjoyable and informative! Follow me on Social Media for more updates and insights on News Articles. Warm regards, Guerra

Related Articles

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Back to top button