Noticias

Corpo de Yehudit Weiss, prisioneiro do Hamas, encontrado perto do hospital de Gaza, diz Israel | Notícias do conflito Israel-Palestina PEJAKOMUNA


Weiss, uma mãe de cinco filhos, de 65 anos, encontrada em uma ‘estrutura’ adjacente ao Hospital al-Shifa, dizem as autoridades.

O corpo de Yehudit Weiss, uma das cerca de 240 pessoas feitas prisioneiras pelo Hamas durante os ataques de 7 de outubro, foi recuperado, disseram os militares de Israel.

Weiss, uma mãe de cinco filhos, de 65 anos, foi encontrada por soldados israelenses em uma “estrutura” adjacente ao Hospital al-Shifa, disseram autoridades militares na quinta-feira.

“Yehudit foi assassinada pelos terroristas na Faixa de Gaza e não conseguimos alcançá-la a tempo”, disse o porta-voz militar israelense, Daniel Hagari, em uma entrevista coletiva televisionada.

Weiss foi retirado do Kibutz Be’eri em 7 de outubro, quando combatentes do Hamas invadiram o sul de Israel, no maior ataque ao país em décadas.

O marido de Weiss, Shmulik Weiss, foi morto em sua casa durante o ataque, segundo autoridades israelenses.

Bring Them Home Now, um grupo de apoio para os cativos e suas famílias, descreveu Weiss como uma “avó amorosa em tempo integral” que adorava viajar, cozinhar e praticar esportes. O grupo disse que ela estava se recuperando de um câncer de mama no momento de sua captura.

Autoridades israelenses disseram que equipamentos militares, incluindo rifles Kalashnikov e RPGs, foram encontrados no mesmo local que o corpo de Weiss.

O anúncio ocorreu no momento em que as forças israelenses continuavam a realizar uma grande operação militar no Hospital al-Shifa, a maior instalação médica de Gaza, em meio à crescente preocupação com o bem-estar dos pacientes e funcionários internos e a narrativas conflitantes sobre o papel do complexo na guerra.

Israel afirmou que o hospital tem sido usado como centro de comando do Hamas e divulgou na quinta-feira um vídeo mostrando imagens de um esconderijo de armas e de um buraco no chão cercado por escombros.

O Hamas e funcionários do hospital negaram as alegações israelenses de que o complexo tenha sido usado para planejar e realizar operações militares.

O oficial do Hamas, Bassem Naim, descreveu as alegações como uma “farsa” e disse que o grupo não descarta a possibilidade de que os próprios soldados israelenses tenham plantado as armas.

Ashraf al-Qudra, porta-voz do Ministério da Saúde em Gaza, alertou na quinta-feira que “milhares de mulheres, crianças, doentes e feridos” corriam risco de morte no hospital enquanto as forças israelenses continuavam a ocupar o complexo.

Guerra

Hello, I'm Guerra, the voice behind this blog. I am a passionate Writer, dedicated to sharing my knowledge and experiences with you. I've been Writing Megazine Blog for 5 years, and I'm passionate about bringing you informative and engaging content on macdonnellofleinster. My mission is to Create Information. I believe that it can. Feel free to contact me via [email protected] with any questions or collaborations. Thank you for visiting my blog, and I hope the content is enjoyable and informative! Follow me on Social Media for more updates and insights on News Articles. Warm regards, Guerra

Related Articles

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Back to top button