Noticias

Companhias aéreas protegem petróleo para se protegerem contra turbulências geopolíticas PEJAKOMUNA


As companhias aéreas – que têm contas enormes de combustível para aviões – têm comprado contratos de derivados de petróleo para se protegerem do custo crescente do petróleo bruto e dos produtos petrolíferos, cortesia das tensões geopolíticas no Médio Oriente.

Traders e corretores compartilharam com a Bloomberg que estão vendo um aumento na atividade de hedge desde que o Hamas atacou Israel em 7 de outubro. As estimativas de lucros no setor aéreo apoiaram o que esses traders e corretores estão vendo, com a confirmação de hedge extra – particularmente no aumento das opções de compra , o que ajudaria a proteger os grandes consumidores de combustível, como as companhias aéreas, do aumento dos preços.

Por enquanto, os preços do petróleo bruto Brent estão a ser negociados cerca de 2 dólares por barril mais altos do que eram antes de 7 de Outubro. Mas previsões recentes de analistas estimam que o petróleo poderá atingir os 140 dólares por barril caso o conflito entre Israel e o Hamas se agrave.

É claro que a cobertura ofereceria uma camada de protecção às companhias aéreas caso os preços do petróleo subissem para níveis tão elevados, prejudicando os seus lucros, com até 20% das suas despesas operacionais a serem destinadas ao combustível. Mas, como apontou Alex Kimani, da Oil Price, durante a pandemia, “a cobertura está longe de ser uma solução mágica que garante proteger qualquer pessoa de mercados voláteis”. Durante a pandemia, foram os preços persistentemente baixos do petróleo, combinados com a menor procura de viagens aéreas, que provaram ser um grande problema para as companhias aéreas que fizeram a cobertura.

Nem todas as companhias aéreas fazem hedge. A Southwest Airlines tem um histórico de hedge muito leve, e as companhias aéreas chinesas e indianas não são grandes hedgers de combustível de aviação. A Air Canda também não é um grande hedger, mas os preços altos recentemente fizeram com que a companhia aérea voltasse ao cenário de hedge e bloqueasse quase um terço de seus custos de combustível de aviação pela primeira vez em anos – uma ação à qual a empresa se referiu. como “prudente” dada a actual volatilidade dos preços.

Por Julianne Geiger para Oilprice.com

Mais leituras importantes de Oilprice.com:

Guerra

Hello, I'm Guerra, the voice behind this blog. I am a passionate Writer, dedicated to sharing my knowledge and experiences with you. I've been Writing Megazine Blog for 5 years, and I'm passionate about bringing you informative and engaging content on macdonnellofleinster. My mission is to Create Information. I believe that it can. Feel free to contact me via [email protected] with any questions or collaborations. Thank you for visiting my blog, and I hope the content is enjoyable and informative! Follow me on Social Media for more updates and insights on News Articles. Warm regards, Guerra

Related Articles

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Back to top button